O Varejo e o Natal das Lembrancinhas

O Varejo e o Natal das Lembrancinhas

Segundo dados do IBGE, o setor varejista vem acumulando queda no volume de vendas de até -13,7% em comparação com o ano anterior (dados de agosto 2015). As lojas físicas devem se preparar para o que será o Natal das Lembrancinhas. E ainda pode piorar.

 

A recessão econômica faz sua vítimas em efeito dominó.

O consumidor aperta o cinto e reduz as compras.

O varejo enfrenta a queda crescente das vendas e demite.

O poder aquisitivo despenca.

As vendas caem ainda mais, e assim sucessivamente.

Em 2015 vamos assistir ao Natal das Lembrancinhas. Ou ao da Lembrancinha Nenhuma, nos casos mais graves.

Os lojistas precisam estar preparados para enfrentar esse cenário. A pergunta é: como?

 

Entenda como o Consumidor reage às mudanças impostas pela crise

A crise provoca mudanças importantes nos padrões de compra dos consumidores.

O novo mantra é ECONOMIZE.

Lembre-se que, em um cenário de crise, o consumidor precisa escolher como irá gastar a sua renda discricionária, ou seja, aquela que sobra depois que todas as contas fixas e indispensáveis são pagas.

As tendências são adquirir presentes de menor valor, em menor quantidade, evitar os produtos importados e restringir o número de pessoas a presentear.

Como fazer?

Pesquise na web matérias recentes sobre comportamento do consumidor no varejo em tempos de crise.

Ajuste o Mix de Produtos da sua Loja

Se o mantra é ECONOMIZE, as compras de Natal de grande parte dos consumidores serão reduzidas ao mínimo indispensável.

Isso implica em cortar presentes que, em outro cenário, seriam adquiridos para presentear pessoas menos próximas.

Implica também em reduzir o valor máximo destinado à compra de cada presente.

Seu mix de produtos deve ser ajustado a essa nova realidade.

Como fazer?

Procure agregar ao seu mix produtos interessantes, adequados ao perfil de clientes que sua loja atende e que tenham compatibilidade com o que você já vende.

O importante é que esses itens devem ser oferecidos a preços menores para atender àqueles clientes que buscam criatividade, beleza e qualidade.

Programe as suas Compras com base em dados concretos

Compre com objetividade. Verifique os números. Saiba quanto você vendeu no último Natal e quais as previsões de redução de compras para este Natal.

Projete com parcimônia a sua venda de final de ano.

Faça os seus ajustes e só depois decida o quê e quanto comprar.

Como fazer?

Reúna e analise atentamente os seus números de desempenho de vendas: por período, por categoria de produtos, por grade de numeração, por encalhe, por semana do mesmo período do ano anterior. Corte os erros do passado do seu Natal atual.

Prepare a sua Equipe

Você não pode se dar ao luxo de perder vendas por despreparo da Equipe.

Quando a parte mais difícil do trabalho já foi feita e o cliente já está dentro da sua loja, é preciso marcar ponto e fechar a venda.

Como fazer?

Primeiro treinamento. Não espere que sua Equipe faça o que você acha que deve ser feito ou o que você mesmo faria no lugar deles.

Em segundo, pense em estímulos de venda, que devem ser pessoais e financeiros.

Em terceiro, comunique com clareza o cenário, as ações definidas para o período, como você espera que a Equipe faça a sua parte e de que forma ela será recompensada caso cumpra as metas definidas.

Qualifique a ambientação da Loja

Apesar do crescimento do comércio on-line, as lojas físicas são os únicos locais nos quais os consumidores podem ter experiências sensoriais com a sua marca.

Não descuide dos detalhes: da vitrine à exposição de produtos, da sacola ao provador, do piso à sinalização.

Como fazer?

Faça um levantamento do ambiente e pontue o que pode ser melhorado.

Reúna e ouça as sugestões da sua equipe.

Pesquise na internet ações da concorrência que possam ser implementadas também na sua loja.

 

 

 

 

Partilha isto

Sobre o autor

Publicitária, Relações Públicas, Especialista em Marketing e apaixonada por vitrines.

Veja todos os artigos por admin

Deixe uma resposta